quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Charges brasileiras sobre a Segunda Guerra Mundial.


A palavra charge vem do francês e significa carga. No jornalismo se refere a uma carga contra um adversário. A charge ou caricatura- se preferirmos usar o termo em português- é uma crítica bem humorada, onde o autor critica ou ataca pessoas, instituições e situações da vida social e política. Para conseguir o efeito desejado, ou seja, fazer rir, o chargista faz questão de representar seus personagens com feições e características físicas exageradas, tendendo ao ridículo.

José  Carlos de Brito e Cunha

 José Carlos de Brito e Cunha, conhecido como José Carlos, (Rio de Janeiro, 18 de junho de 1884 — Rio de Janeiro, 2 de outubro de 1950) foi um chargista, ilustrador e designer gráfico. J. Carlos também fez esculturas, foi autor de teatro de revista, letrista de samba.,                                                         
Algumas das charges do chargista J Carlos sobre a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.
Esta charge de J Carlos publicada na revista CARETA em dezembro de 1944, quando a FEB lutava nos campos da Itália contra as forças nazistas. demostrando como os nossos pracinhas ao lado da sua bravura conservavam aquele espírito humano algo ingênuo , tipicamente brasileiro sempre ligado  as emoções do futebol.
A charge de J Carlos na capa da revista CARETA representando a ofensiva dos aliados, em junho de 1944 que determinou o desfecho da Segunda Guerra Mundial.
  
Henrique Moura

Belmonte na Segunda Guerra Mundial.

Benedito Carneiro Bastos Barreto nasceu em São Paulo, no ano de 1896. De família pobre, Belmonte tinha desde pequeno um talento que acabou por colocá-lo indubitavelmente no rol dos grandes desenhistas do Brasil em todos os tempos. Apesar de atuar em diversas áreas, como a pintura, jornalismo, crônica e ilustrações (entre outras) acabou mesmo tendo sua imagem associada à caricatura. Foi assim que criticou o Estado Novo de Vargas e acabou censurado pelo DIP (Departamento de Imprensa e Propaganda), e foi assim, também, que sua obra correu o mundo, em especial na época da Segunda Guerra Mundial.
As críticas de Belmonte ao nazismo mereceram atém mesmo críticas inflamadas de Goebbels em suas transmissões radiofônicas, que alegava contundentemente que o brasileiro estava sendo pago por ingleses e norte-americanos. Certamente a maior reconhecimento que poderia acontecer. Abaixo uma super postagem com algumas caricaturas de Belmonte na tendo em foca a Segunda Guerra Mundial. 

O rei Carol - Não avance! Saiba que estamos sob a proteção das grandes democracias!
Hitler - Não tem importância. Eu também estou... 
Crítica direta a política de anexação de territórios levada a cabo por Hitler e que irá culminar com a invasão da Polônia, dando início a Segunda Guerra Mundial. Repare na ironia à Política de Apaziguamento, onde as potências européias relutavam em enfrentar a ameaça nazista.


A imagem, publicada antes de Hitler invadir a Polônia já antecipava os possíveis acontecimentos. Dantzig, outrora cidade alemã, foi incorporada ao território Polonês no final da Primeira Guerra Mundial. Hitler, contudo, achava que por direito, a cidade pertencia a Alemanha, fazendo parte do propagada "espaço vital alemão".

- Há muito tempo que o Sr. está aí incomodando minha afilhada! Falemos claro: as suas intenções são boas?
- Não senhos!
- Ah! Bom! Pensei que as suas intenções não eram boas...
Outra referência a política de não-enfrentamento, principalmente por parte dos franceses e ingleses, que evitam e fazem concessões absurdas para tentar aplacar a voracidade nazista. 

"Estejam sob que mãos estiverem, a Alemanha tem direito a todas as suas antigas colônias".
Ainda em 1938, Belmonte já sinalizava para um desfecho nada positivo em relação a expansão nazista. É possível que as potências aliadas ainda tivessem a sonho de um enfrentamento entre nazistas e socialistas, o que não se efetivou.


Matéria sobre Belmonte na Segunda Guerra Mundial - Blog Inago História.


Mais charges de Belmonte

A hora do banquete
  Para esta charge Belmonte encontrou inspiração no romance a Viagens de Gulliver, nela aparecem um Hitler gigantesco (Gulliver) deitado sobre o mapa da Europa (Liliput), referência ao lugar povoado por habitantes minúsculos que Gulliver conseguiu alcançar a nado depois de naufragar.Ao analizar esta charge preste atenção no local onde esta o calcanhar de Hitler.

Pacto de não agressão e Invasão da Polônia
                                           
 Charge internacional onde a FEB combateu

Uma charge (internacional) onde a FEB atuou  onde a população estava dividida e acuada pelos alemães.

Pesquisa=Eu sou eu  minha circunstância(Blog)
História Profº Tiago Vidal (Blog)
Francisco Miranda (Blog)
Portal FEB (facebook)

Um comentário:

  1. Show...adoro a História contada através de charges.
    Muito bom.

    ResponderExcluir