segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Latinha a ¨COBRA FUMANDO¨da F.E.B

 
Este distintivo de lata da¨ Cobra Fumando¨ só foi feito no final da guerra, na Itália , tendo sido considerado oficial pela FEB, aprovado pelas tropas é também pelos americanos.Foi bastante difícil sua confecção ,em quantidade suficiente, para um efetivo de mais de 25.000 soldados . Foi solicitado ao Brasil que fizesse chegar aos nossos combatentes essa significativa caracterização da FEB , nos campos da Itália , colocando os brasileiros em pé de igualdade com os demais forças aliadas, mas nenhuma providência foi tomada nesse sentido. Foram feitas encomendas para os oficiais , em Roma e Florença . No fim da guerra ,descobriu-se em Milão, uma estamparia capaz de comfeccionar o tão almejado distintivo.No embarque de volta , dos diversos escalões, a 4º Seção entregou ao comandante da tropa embarcada um exemplar para cada homem,a fim de que a COBRA FUMANDO não ficasse na Itália como souvenir. Dessa forma o distintivo foi ostentado na chegada ao Brasil , pelos vitoriosos da campanha da Itália .Foi usado desfile das tropas brasileiras e portuguesas , em Setembro em Lisboa em comemoração à vitória da FEB.Em conversa com o ex -combatente Tenente Pedro Rodrigues em Curvelo , ele me contou que por onde desfilaram , na Avenida Rio Branco no Rio de Janeiro , houve casos de pessoas que cortaram as mãos na latinha do distintivo , na tentativa de tocar os braços dos soldados. 
PESQUISA: A Cobra Fumando (O distintivo da FEB ) de Aguinaldo José de Senna Campos e História Militar e Militaria no Brasil.

(acervo O Resgate FEB)
Soldados brasileiros de volta ao Brasil já com a ¨latinha ¨a Cobra Fumando no uniforme a bordo do navio D.Pedro II.
O PRACINHA O PRIMEIRO DA DIREITA E AMÉRICO BENITEZ HOJE COM 90 ANOS
O pracinha com a ¨latinha¨no seu uniforme de passeio.

Um comentário:

  1. esse maior da foto é meu pai Américo Benitez ele tem 90 anos hj esta vivo ainda graças a Deus

    ResponderExcluir