terça-feira, 14 de abril de 2015

Os "13" pracinhas da F.E.B de Antônio Prado (RS)

O pracinha Jácomo Valmorbida 
(clique na foto para ampliar)

Os pracinhas de Antônio Prado
Antonio Reginatto
Anastácio De Dea
Angelo Terribelle
Benedito Pontel
Bejamin Luiz Bellé
Edegar Mondadori
Jácomo Valmorbida
Marino Borsol
Melsi Buzelato
Marciso A. Casarotto
Ramiro Faccio
Renato João Cipriani
Riceri Cervelin

Dos mais de 25.000 soldados da FEB, 1.880 eram gaúchos. Em Antônio Prado (Rio Grande do Sul), na Praça Garibaldi, uma placa de bronze, colocada em 1981, homenageia os 13 filhos daquela comunidade que lutaram na Itália.
Quando ainda viviam, certamente, foram menos reconhecidos do que mereciam. Ao retornarem da guerra, permaneceram esquecidos por muitos anos. O soldado 3082, Jácomo Valmorbida, por exemplo, nascido em 1922, voltou à agricultura como fazia antes. Casou-se, teve três filhos e, 33 anos após dar baixa, somente em julho de 1978, recebeu a primeira pensão. Tinha 56 anos e morreu dois meses depois.
            
Valmorbida e dois colegas posam para foto no Rio de Janeiro, antes do embarque para a Itália.
O pracinha em um acampamento próximo a Nápolis, na Itália.
Anastácio De Dea, o segundo nome grafado em bronze na placa, com 93 anos lúcido e trabalhando como carpinteiro e pedreiro. O ex-pracinha Anastácio De Dea dedica-se a restaurar imagens sacras.
Depois de voltar da guerra, Anastácio e sua mulher, Amélia, tiveram 16 filhos (13 deles vivem). Viúvo desde 1984, ele mora na localidade de Nova Treviso, no município de Nova Roma do Sul, que emancipou-se de Antônio Prado em 1987. Anastácio, com as pensões recebidas, conseguiu comprar alguma terra para ajudar os familiares. 

 Foto: Daniela De Dea Andreazza (neta), Arquivo Pessoal

Pesquisa:
O professor Valdemir Guzzo, 61 anos,lecionou filosofia na Universidade de Caxias do Sul (UCS)
Foto: Acervo de Emma Valmorbida
blog :Almanaque Gaúcho por Ricardo Chaves.

6 comentários:

  1. Salve !!!
    Obrigado pela visita e comentário.
    Abraço
    Henrique

    ResponderExcluir
  2. Sou neta/filha do querido pracinha Anastácio, e me emociona muito vê-lo todos os dias com imenso amor pelo trabalho. Exemplo para muitos....eternamente grato a vida e sua história.

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Obrigado pela visita.
    O blog e nosso e fica vontade se quiser fazer uma matéria sobre seu avô.
    Ficarei honrado.
    Abraço e parabéns.
    Henrique
    henriquempp@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Faltou na lista e na placa o nome de meu tio Westernayer Da Costa Corá, que também retornou para Antônio Prado, mudando-se depois para Porto Alegre, onde mais tarde veio a falecer.
    Dorville Zolet Corá

    ResponderExcluir
  5. Faltou na lista e na placa o nome de meu tio Westernayer Da Costa Corá, que também retornou para Antônio Prado, mudando-se depois para Porto Alegre, onde mais tarde veio a falecer.
    Dorville Zolet Corá

    ResponderExcluir