terça-feira, 31 de agosto de 2010

2º TENENTE Dr. RUY LOPES RIBEIRO

Texto: " RUI LOPES RIBEIRO – 2º Tenente (dentista) – Filho de Raymundo Lopes Ribeiro e de D. Idalina Cardoso Lopes Ribeiro, nasceu em Curvelo-MG, no dia 08 de fevereiro de 1912. Formado em Odontologia pela Faculdade Nacional de Medicina, onde estava matriculado no 1º ano médico – Faleceu em 15 de abril de 1945 no 16º Hospital de Evacuação, em Pistóia, vítima dos ferimentos recebidos em Montese no dia 14, por ação do inimigo. Deixou viúva Adahyl Bastos Lopes e uma filhinha Adahyl nascida em 11 de março de 1945. O Boletim Interno nº 127, de 10 de maio de 1945, do Regimento Tiradentes, na Itália, publicou o seguinte elogia, em sua 3ª Parte, Item III: “” Atuação destacada dos elementos 1/11º R.I. na jornada de 14 de abril, dia de fausto para os anais do 1/11º R.I., focalizo o nome de todos os oficiais e praças deste Batalhão, pelo patriotismo com que desempenharam as suas missões, ressaltado, no entanto, os nomes abaixo daqueles que julgo, numa primeira visão, merecedores de citações e recomendações: 2º Tenente Dr. RUY LOPES RIBEIRO – morto em ação quando atendia aos feridos do Batalhão nas encostas de Montaurígola. Embora não fosse de sua missão, atendendo ao grande numero de feridos e as dificuldades para prestar rápidos socorros aos mesmos, ofereceu-se espontaneamente ao Chefe do S.,S. para cooperar com os conhecimentos de medicina que possuía. Sem titubear, num destacado gesto de heroísmo, o Tenente Ruy Lopes Ribeiro deu uma demonstração de coragem à toda prova, sucumbindo heroicamente no campo de luta. É com orgulho que o 1º Batalhão reverencia o Tenente Ruy que integra o quadro já números dos que tombaram no campo de batalha, cumprindo nobremente o seu dever. Indicado o seu nome para as altas condecorações de guerra, aproveita este Comando para propor a promoção do Tenente Ruy por atos de bravura. a) Delmiro Pereira de Andrade – Coronel Comandante – Agraciado com as Medalhas de Campnha, Sangue do Brasil e Cruz de Combate de 1ª Classe.”"
Sepultura no Memorial Nacional aos Mortos na Segunda Guerra Mundial no Aterro do Flamengo (Rio de Janeiro)
 Foto: Henrique Moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário